Books that inspire me
and shape my vision

TL; TR—

Lista dos livros que nos ultimos anos de alguma forma
mudaram minha vida ou me ajudaram a enxergar o mundo
de uma forma mais ampla.

tshaped

First things first —

T(ree) Shaped Professional

Gosto de pensar no formato Tree Shaped como uma evolução criativa da nossa jornada como profissional de design, quanto mais forte são nossas raízes ( nossa capacidade de execução ), maior é o tronco que podemos sustentar ( capacidade de influenciar mudanças significativas ).

A partir da curiosidade e nossa vontade de aprender, a copa se expande, e quanto maior for sua cobertura, maiores são as possibilidade de conexões entre problemas a soluções criativas.

Lista dos livros, em ordem aleatória —

Untitled Document

O poder de execução está ligado a influência que o lider tem em sua equipe e nas pessoas em sua volta, neste livro busquei inspiração para ampliar meu soft skill em relação as trocas que acontecem nos ambientes corporativos.

Este livro tem alguns exemplos antigos, mas o conceito básico mantém seu valor, ele traz uma visão criativa e estratégica de como criar uma marca, com uma diagramação bem interessante.

Quando se tem uma ideia inovadora, convencer as pessoas nem sempre é uma tarefa fácil, este livro me mostrou um framework para inserir essas ideias dentro de qualquer corporação.

Pensar de forma sistemica é essencial para qualquer lider do século XXI, os maiores problemas do mundo não podem ser resolvidos de forma isolada, o livro mostra uma abordagem provocativa para pensar nos elementos mais importantes de um sistema e não apenas nos qualitativos.

Kenya Hara tem sido um grande mentor de design para mim, sempre busco me inspirar nas soluções elegantes que ele cria, um olhar minimalista com as raizes na cultura e história do Japão.

White não é somente um livro sobre o branco, é um livro que ensina que somos melhores comunicadores quando sabemos ouvir, e não quando jogamos nossas opiniões contra as pessoas. Tem a ver com o vazio que pode ser preenchido por qualquer coisa.

Dieter Rams é um clássico, seus 10 princípios de design soa tão atemporal que ainda hoje influnecia vários designer pelo mundo afora, este livro tem uma coleção impressionante da simplicidade de sua obra.

Este livro mostra as fundações de um bom design, é uma leitura obrigatória, mostra o processo por tras de um dos maiores designer do mundo, este livro me inspira na abordagem que Vignelli dá ao design — If you can design one thing, you design everything.

Maeda é um grande mestre, foi professor do MIT e designer, este livro tras as 10 leis para entender o que é a simplicidade, ela pode ser aplicada em vários aspetos de nossas vidas, e resumida em uma lei: simplicidade é eliminar o óbvio e acrescentar o significativo.

Quando penso em criatividade, este livro me expandiu os horizontes, com uma abordagem simples ele se aprofunda no tema de forma conceitual e nos ensina como pensar de forma criativa e resolver problemas, um livro que levo para a vida.

Livro para uma leitura rápida e inspiradora, Paul Arden, um dos grandes diretores de criação executivo da Saatchi and Saatchi vai direto ao ponto, conta boas estórias que traz muito conhecimento para os negócios e para a vida.

Esta é uma obra praticamente obrigatória a qualquer pessoa que queira criar alguma estória, e diria até que para qualquer pessoa, mesmo que não escreva, pois através da jornada do herói podemos identificar a nossa própria jornada na vida.

Se você fosse pego pelado, tomando banho em uma fonte na faculdade onde dá aula, o que você cobriria primeiro: seu rosto ou suas partes íntimas? Esse é um livro bem provocativo que mostra um jeito diferente de ver as coisas.

Hoopla é um dos grandes livros que tenho em minha biblioteca, sua diagramação é bem singular e seu conteúdo tem os bastidores de uma das agências mais criativas do mundo — Spoiler Alert: ele também tem um livro escondido na contra capa, o que é incrível.

Este é um dos principais livros que tenho na cabeceira, ele mostra como criar experiências memoráveis, muito se fala sobre experiiencia, mas poucos tem a profundidade e a relavancia que os autores sobre o tema. Leitura obrigatória para qualquer negócio.

É um paradoxo da economia da experiência, quanto mais artificial o mundo aparenta ser, mais exigimos que ele seja real. Este livro é provocativo e complementa seu livro anterior, onde disponibilidade, custo e qualidade não são mais suficientes.

Um dos melhores livros que li sobre como criar uma ambiente onde as pessoas possam evoluir e prosperar, Saber como fazer as pessoas se sentirem integradas, onde colocar a regua do seu padrão de qualidade e não esperar menos que isso é uma das provocações desse livro.

Entender as pessoas é fundamental para qualquer profissão, pode ser um Designer, um padeiro ou uma psicólogo, os relacionamentos são a base de nossa existência, e esse livro mergulha nos principais pontos do comportamento humano.

Gosto das biografias por que seus conceitos são atemporais, aprender com as histórias de vida de outras pessoas é o melhor jeito para encurtar o caminho da evolução pessoal e profissional, neste livro encontrei muitas inspirações em um dos designers mais relevantes do mundo.

Vender é a principal atividade do ser humano, se estamos interagindo com outra pessoa, estamos vendendo algo, este livro é uma aula com um dos maiores vendedores do mundo, ensina técnicas importantes para o dia a dia.

Conceitos de negócios geralmente mudam de nome e reparecem com uma nova embalagem para parecerem novos, Neste clássico, Drucker mostra muitos exemplos de empresas de sucesso, e de empresas que falharam e por que isso aconteceu.

A visão de Laurel sobre um design de interface eficaz é como um drama eficaz, deve envolver o usuário diretamente em uma experiência que envolva pensamento e emoção.

Este livro é a base do Storytelling ocidental, Campbell apresenta a idéia do Monomito, um arquétipo por trás de todos os mitos, neste livro ele mostra a estrutura da jornada do herói, que funciona tanto para escrever estórias quanto para a vida.

Gosto de ler discursos, geralmente eles veem cheios de inspirações e ensinamentos de retórica, liderança e motivação, neste livro tem algums dos discursos mais famosos da história, e uma breve explicação de seu contexto, o ponto negativo é que os discursos não foram transcritos na íntegra.

Este é um livro um pouco superficial sobre como construir uma marca, mas tem seu vamos no sentido de apresentar um toolkit que é útil desde a criação até a manutenção da marca, é um bom início ao assunto.

Criatividade é essencial para qualquer pessoa, em qualquer profissão, este livro é um manual com várias técnicas para produção de ideias e solução de problemas.

O humor tem um valor muito maior do que somente fazer as pessoas darem risada, ele é um dos principias elementos para liderança e para persuasão, e sua aplicação vai tanto para vender um produto ou para se vender, vale a pena entender suas técnicas.

Acredito que essa seja a bíblia das start ups, o autor aprenta um canvas, bem simples porém eficaz na hora de criar ou desenvolver um negócio, esse entendimento é obrigatório para qualquer profissional estratégico. Tive o insight para o poder da síntese que um canvas oferece.

Assim como o livro anterior, esse livro também apresenta um canvas para gerar valor para os clientes, leitura obrigatória para todo profissional de produto, ele trás um sistema bem simples para se chegar a resultados bem interessantes.

Como criar momentos que ficam na memória para sempre? Esse livro busca essa solução, com um destaque especial para a estória do processo de admissão da Jhon Deer, onde os funcionários pediam para ser admitidos novamente somente para passar de novo pelo onboarding da empresa, bem inspirador e abre os olhos para pequenos detalhes que podem ser transformadores na vida das pessoas.

Este livro me mostrou uma visão científica sobre o que comemos e como melhorar a saúde, evitando alimentos de origem animal, alimentos refinados e altamente processados e dando preferência ao consumo de verduras, legumes, cereais integrais, feijões, frutas, nozes, sementes, enfim: comida de verdade. Simples no conceito, mas alarmante ao ler.

Esse livro na verdade não é sobre jogar tênis, é sobre a conversa interna que temos, ela define muito quem somos e onde podemos chegar, esse livro foi escrito na década de 70 quando os conceitos de Mindfulness estava se espalhando no Ocidente.

Uma visão positiva do crescimento exponencial da tecnologia, esse livro mostra que estamos em uma época onde o mundo nunca esteve tão bem, temos reais oportunidades de disponibilizar a todos energia, educação, saúde e alimentos de uma forma sustentável.

Sou um grande fã da Singularity University e de Salim Ismail, esse livro trás uma visão sobre as empresas de crescimento exponencial, que conseguiram um crescimento 10X maiores que seus concorrentes. Tem o foco em comunidade, big data, novas tecnologias, leitura obrigatória também.

Seth Godin escreve de um jeito simples e fácil de ler, este livro fala como as estórias ajudam a criar valor para as marcas, as estórias facilitam como entendemos o mundo, mas se elas não forem autênticas, o resultado é pode ser desastroso para as marcas.

Este livro faz parte da minha busca por entender novos modelos de gerenciamento, eu gostei muito do outro livro do Eric Ries, The Lean StartUp, busquei entender melhor os conceitos dele nesse livro

Para mim esse é um clássico da PNL, para entender qualquer pessoa, antes precisamos entender nós mesmos, como nossas emoções nos afetam e como controlár elas, é um bom manual para ser introduzido no mundo da PNL.

Este livro complementa o anterior, ele é mais denso, é um livro de técnicas de para serem estudadas e aplicadas no dia a dia, eu geralmente uso ele como consulta e nunca li de forma linear, sempre fui em busca dos capítulos que eram mais relevantes para meu momento.

Essa é uma daquelas biografias que me despertou para o poder que a china tem, ela possui várias passagens muito boas, uma delas é a estória do lago que Jack Ma criou na sede do Alibaba, vale a pena ler para ver o poder dos caras.

Nikola Tesla não precisa ser apresentado, ele é um gênio, o que me interessou foram as estórias que ele passou, que parecem ser atuais, como conflitos políticos e roubos de patentes.

Este é um ótimo livro para entender como os negócios, cada vaz mais conectados, funcionam, tem uma boa visão de como as plataformas são criadas e como gerar valor para elas, leitura obrigatória para qualquer um que queira contruir um marketplace.

Esse livro tem as estórias das principais empresas exponenciais do vale do silício, trás as estórias dentro do contexto de suas criações, de seus criadores e as táticas de growth hacker que eles usaram para crescer.

Quando se fala de SEALS, a força mais casca grossa do exército americano, fica fácil de se interessar, ainda mais quando ela tem a ver com os preceitos de liderança que eles usam, um livro com ótimas estórias de liderança, como as das equipes em botes no mar, vale a pena ler.

Saber fazer as perguntas certas sempre levam a resultados melhores do que focar em tentar encontrar as respostas a todo custo, esse livro é um guia para aprender a fazer perguntas, e descobrir as verdadeiras intenções por trás dos problemas.

Kotter mostra os 8 passos para conduzir uma mudança eficaz, ele fala sobre a importância de ter resultados em 6 a 12 meses, entre outras. Ele também escreveu um artigo na HBR — Acceleration — que vale a leitura.

Esse é a introdução básica a PNL, escrita por seu fundador, Bandler, ele explora todos os principais conceitos de forma bem direta, vale a pena também, esse é um assunto essencial para todos os líderes.

Nike é uma marca icônica, não poderia esperar menos desse livro, é uma estória empolgante sobre como Phil Knight, distribuidor da Tiger virou o dono de uma das marcas mais relevantes de nossa época.

Falar de ego é falar sobre a evolução humana, Ryan Holiday, que me indroduziu o estoicismo, trata desse assunto e motra como ele pode nos cegar e impedir nosso crescimento e aprendizado.

Tudo está concectado,é um senso comum, o livro tem uma boa pesquisa, mas trata o assunto de forma superficial: Thinking in Systens é melhor.

Siddartha é a estória de Gautam Buddha, se você ler e entrar na estória, é uma boa oportunidade para refletir sobre as questoes do personagem.

Hoje em dia é difícil ver uma empresa que não fale de SCRUM, busquei nesse livro entender os conceitos e como funciona esse processo, foi um bom começo par me aprofundar no assunto, porém fica claro, que o melhor framework é aquele que se adapta as necessidades de sua equipe e de seu cliente final, as vezes misturar SCRUM e Kanban funciona bem.

Eu não sabia que Steve Martin era cantor, na verdade ele é muito mais versátil que pensava, gosto das biografias por que elas abrem muito nossas mentes para outro jeito de ver o mundo, este livro é sempre muito recomendado por empreendedores.

Esse livro é a estória da The Container Store, como foi sua criação, e como criar uma cultura onde os funcionários são apaixonados pela empresa e como eles são tratados bem, é um grande exemplo corporativo a ser seguido.

A capa do livro faz bem refêrencia a seu conteúdo, em argumentos morais, o cavaleiro vai além de ser apenas um conselheiro do elefante; ele se torna um advogado, lutando na corte da opinião pública para persuadir outros do ponto de vista dos elefantes. Leitura interessante, cheia de referências históricas.

Se você é da área de UX, tem que conhecer Peter Morville, cara do livro do Urso de Arquitetura de Informação. Esse livro mostra um pouco do pensamento sistêmico, em como todas as coisas estão interconectadas, desde sistemas a coisas que aparentemente não parecem estar conectadas.

Algumas leis ensinam a necessidade de prudência (“Lei 1: nunca ofusquem o mestre”), outras ensinam o valor da confiança (“Lei 28: entre em ação com ousadia”), e muitas recomendam autopreservação absoluta (“Lei 15: Esmage seu Inimigo Totalmente ”). Toda lei, porém, tem uma coisa em comum: um interesse na dominação total.

Este livro mergulha no tema de como criar produtos que viram hábitos, ele fala que as pessoas podem chegar a olhar seus celulares até 150 vezes por dia, e busca as razoões que estão por trás desses hábitos.

Esse foi um dos primeiros livros que lí sobre retórica e persuasão, tem muitos insights interessantes, como usar os tempos verbais no futuro para trazer as pessoas a um objetivo comum, no presente para compartilhar valores e no passado, quando geralmente se procura um culpado, entre outras dicas muito interessantes.

Se eu fosse eleger um único livro dessa lista, esse seria o meu eleito, Kahneman é um psicólogo que ganhou um Nobel em economia, esse livro é a base da Economia do Comportamento, trás uma boa ideia de como nosso cérebro funciona e como nós tomamos decisões.

Elon Musk é um gênio do nosso século, nessa biografia ele fala de seus 3 principais empreedimentos, e nós dá uma boa visão de como ele enxerga o futuro, é extremamente interessante entrar na mente de uma pessoa com esse nível de impacto no mundo.

Optei por não colocar muitas ficções nessa lista, apesar de gostar delas também, essa é a única, o interessante desse livro é a visão que ele trás sobre as empresas do vale do silício, como esse ecossistema pode cegar as pessoas e mudar seus valores.

TPor causa desse livro, todo dia procuro ler a newsletter do Ryan Holiday, a Daily Stoic. Esse livro me introduziu ao Estoicismo, a visão desses filósofos é muito prática e aplicável no dia a dia, certamente melhorou o meu jeito de ver o cotidiano.

Gosto de ler sobre estrátegia, é a parte do negócio que mais me identifico. Ele fala sobre as escolhas que temos que fazer dentro da empresa para criar uma estratégia vencedora, e o que deve ser feito para direcionar as questões para esse caminho.

Os conceitos são bons - bastante consistentes com as teorias convencionais de marketing comportamental - mas os casos / exemplos tendem a ser desatualizados ou baseados em propagandas da Austrália, pais nativo do autor.

Acho que sempre fui um fã de Richard Branson, mesmo antes saber quem era Richard Branson, esse cara tem tanta estória boa, que fica difícil citar alguma, mas mesmo assim vou tentar: ele é o cara que inventou o Sex Pistol, pronto, influneciou minha adolescência Punk Rock.

O trabalho é a alma da criação. Escrever e reescrever, revisar e revisar, começar quando não sabemos por onde começar, e não parar quando não sabemos como continuar. Não tem mágica, apenas dezenas de milhares de horas de trabalho.

Estava em uma época onde ouvia muito buzzwords como "Gamification", fui atrás desse livro para entender seus conceitos de forma mais profunda,em sua essência é motivar as pessoas e organizações para chegar em um objetivo específico.

Por estar em contato com o varejo, esse livro foi uma leitura obrigatória. Quando compramos, somos emotivos, buscandos experiências intensas, alívio e distração. Nosso cérebro está mudando o jeito que vemos o consumo.

Hoje em dia, tudo pode ser aprendido online, as escolar tradicionais estão em crise, busquei nesse livro técnicas para melhorar meu aprendizado, algumas são: Estudar de modo distribuído, ter um momento para "esquecer" o assunto, e boas noites de sono são essênciais para gravar um assunto.

Esse é mais um livro que busquei no sentido de entender o pensamento sistêmico, ele mostra como tudo e todos está conectado e como essa conexão influência em nossas ideias e tomadas de decisão.

Peter Thiel é o chefão da Pay Pal Mafia, ele mostra uma visão interessante de como criar um negócio a partir do nada, quando temos um futuro exponêncial, o novo geralmente não é uma evolução do passado, mas um novo jeito de conectar ideias com soluções.

Saber levar as pessoas com você é essencial para qualquer líder, e a arte de negociar de forma sustentável, onde ninguém tem a sensação de sair perdendo é uma arte, que esse livro explora muito bem.

Talvez o melhor livro sobre estratégia, ele mostra como algumas Buzzwords e "Fluffy" textos podem se disfarçarem de estratégia, mas na verdade são apenas visões que podem não levar a nenhuma ação.

Esse livro é um resumo do que você tem que saber sobre o que as escolas de administração e MBA ensinam, ele cobre todo o conteúdo, vai te dar conhecimento mas não te dá um diploma "Fancy".

Gosto do começo do livro onde Tim Brown fala sobre o Design Doing — não adianta ficar só no thinking. Acredito que o assunto foi desgastado pelas escolas de business que buscam uma solução mágica para pessoas mediocres solucionar problemas, mas não existe. O que existe são pessoas com talento.

Esse é mais um dos livros que usei para entender mais sobre economia comportamental, ele mostra cases interessantes de como, mesmo sendo experts em algum assunto, as vezes tomamos decisões que não são tão lógicas assim.São cheias de viéses e influências ocultas.

Esse livro foi um dos primeiros que li sobre criatividade, é bem antigo e escrito por um verdadeiro Mad Men, em resumo: 1. Reúna todos os fatos 2. Misture e combine os fatos para encontrar novas combinações que inspirem uma ideia; continue até que você não possa mais. 3. Ignore e vá fazer outra coisa 4. Do nada, uma ideia virá. 5. Refine sua ideia com a ajuda de outras pessoas.

Jim Collins fala sobre as empresas 10x neste livro, ele busca algumas semelhanças entre elas e cria um guia de como elas foram bem sucedidas, algumas das ideias ainda fazem muito sentido como: ao invés de dar um tiro de canhão, de varios tiros menores, e ser específico, metodológico e consistente.

Para ser bem sucedido você precisa de uma boa estratégia e uma execução impecável, mas este livro mostra que não é só isso, existem outros fatores que contribuem e estão ligados a motivação da equipe e estória que sua empresa consegue contar,entre outros itens difíceis de mensurar.

Por ser designer e ter um temperamento mais introvertido esse livro foi uma boa leitura, Susan Cain mostra os benefícios que podemos ter e as vantagens de não precisar mudar nosso comportamento para se encaixar no mundo competitivo das organizações.

O autor dá muitos exemplos de coisas que parecem óbvias para nós, mas nunca poderiam ser confiavelmente previstas antes que elas realmente acontecessem. O que este livro nos ensina, e para mim foi o tópico principal, que para a maioria de nós, a combinação de aleatoriedade e vantagem cumulativa significa que indivíduos relativamente comuns podem se dar muito bem, ou muito mal, ou ficar em qualquer lugar entre os dois.

Este livro está entre meus top 3, a estória de como Ed Cadmull criou e conduziu a Pixar é incrível, ele é um líder inspirador, que sabe tirar o melhor das pessoas e criar um ambiente onde todos se sintam seguros para errar e evoluir. Como resultado é só ver o que ele fez com a Walt Disney Studios.

Se fosse escolher um único livro de business, escolheria esse, ele vai de encontro com as principais teorias que só funcionam em ambientes controlados e logo de cara joga a frase: "Planning is guessing".

Imagino que todos que tem, ou pensaram em ter uma start up leu esse livro, ele apresenta o conceito de MVP, de se adaptar e fazer correções no meio do caminho, e de focar em métricas que são realmente relevantes. Leitura obrigatória.

Depois de ler o clássico,The Innovators Dillema, fui buscar nesse livro mais sobre o assunto, e basicamente entendi que uma empresa deve sempre estar em crise, ou gerada pelo mercado ou criada por si mesma para criar um novo mercado, a diferença entre good money e bad money.

Esse livro também é um clássico se você se interessa por varejo, ele mostra como Jeff Bezos criou a Amazon, com muitos insights, como por exemplo, ele não se importava se as pessoas iriam comprar na Amazon, mas a Amazon teria que ser o lugar onde as decisões das compras eram feitas.

Este livro não fala sobre sedução amorosa, ele aborda o tema de uma forma mais ampla, fala como os líderes seduzem as multidões, como executivos seduzem suas equipes e por ai vai, um ótimo ponto de vista para quem quer se tornar um líder melhor.

Este livro mostra sobre como funciona o pensamento de um Designer, e também como funciona o processo da IDEO, basicamente colocando o cliente no centro de tudo, tem boas estórias e cases interessantes — “Great leaders are good at reframing the problem.”

Gosto muito do podcast do Tood Henry, esse livro não é um livro de técnicas de criatividade, como o Thinkertoys, ele mostra um pouco do outro lado, mais relacionado ao dia a dia de ser cobrado por ser criativo 24/7 e como driblar algumas armadilhas que prejudicam nossa performance.

A premissa fundamental do autor é que os grandes líderes se tornam psicólogos amadores ao entender as diferentes necessidades de três relacionamentos principais - com funcionários, clientes e investidores. Ele mostra uma visão de como transformar os negócios de dentro pra fora.

Se você busca um livro sobre como uma empresa pode ser direcionada aos consumidores, pode ler Tony Hsieh, ele criou uma empresa que realmente está preocupada em resolver os problemas de seus clientes, mudou sua sede para Las Vegas, é mais difícil conseguir um emprego lá, que uma vaga em Harvard, e caso você entre, ele ainda te oferece u$2.ooo para você sair.Entre outras estórias que fazem você aprender o que é importante em uma cultura de sucesso.

Provavelmente você já deve ter lido esse livro, pra mim foi muito bom no sentido de entender as motivações que nos fazem mudar nossa rotina, apliquei algumas vezes, e deu certo.

Quando era pequeno, assisti várias vezes Christine o carro assassino, mas na época nem imaginava quem poderia ser Stephen King, fui em busca desse livro pelas técnicas de escrita que ele mostra na segunda parte, mas me impressionei com a estória da primeira parte. Livro completo.

Se estamos interagindo com pessoas, estamos vendendo algo, seja nós mesmos ou algum produto, esse foi mais um livro que busquei sobre o assunto, ele tem vários frameworks, mas basicamente vender é fazer com que as pessoas te paguem, com tempo / dinheiro / energia, em troca de algum valor que você possa fornecer. E quanto maior for o valor percebido, maior o pagamento.

Penguin Book geralmente publica ótimos livros, neste ele faz você entender que somos mais parte do sistema que imaginamos, desde títulos, as cores de uma sala ou uma janela com vista para uma paisagem natural pode influênciar nosso humor e nossas atitudes, tem várias citações científicas.

Esse é um daqueles livros alarmistas que falam que você vai ficar sem emprego em 5 anos, em 2019 já se passaram 6 anos desde que o livro foi lançado, minha conclusão quando li ele em 2014 — Esse é um daqueles livros que vale a pena ler para ter uma visão do autor, e depois questionar e criar sua própria visão.

Eu so fã do Robert Greene, ele vai a fundo nas estórias das pessoas e no que transformaram elas em — citando outro autor — "outliers". Esse livro é cheio de estórias sobre alguns gênios que nos inspiram, ele usa sua fórmula: Resume a estória e transforma ela em alguma "lei". Sempre é válido esse conhecimento. -

Esse é um livro bem curto, você lê em algumas horas, e basicamente os elementos que são mostrados no livro são: Aprenda coisas em profundidade, Abraçe o fracasso e aprenda com os erros, Crie e faça perguntas, Siga o fluxo de ideias, A vida está em construção sempre. Não pare de aprender.

Este é um dos meu top 3 livros, ele trás conceitos incríveis sobre o ponto de vista do Diretor de Criação Ken Segall, que trabalhou com Lee Clow na criação das campanhas mais icônicas da Apple, ele mostra como foi os bastidores, como eram as aprovações e conta boas estórias, cheio de ensinamentos que levo comigo sempre.

Eu sou Fã da WIRED,li o Long Tail quando Chris Anderson o lançou, e minhas expectativas estavam altam com esse livro, mas não atigiram o nível que esperava, ele fala sobre drones, impressoras 3d e tudo mais, com uma visão Maker, é interessante por que gosto de brincar com arduino para contruir coisas com sensores, mas hoje, esse livro não estaria em minha estante.

Essa foi minha leitura obrigatória para um trabalho, Falconi mostra vários conceitos do jeito Toyota de levar os negócios, junto com outros conceitos e junta todos nesse livro, ele é bem focado para chão de fábrica, e para um pensamento mais ágil, é preciso fazer algumas adaptações.

} // call custom javascript smp_custom_js(); // call it again for every page change window.addEventListener("sempliceAppendContent", function (e) { smp_custom_js(); }, false);